Pesquisar

A inutilidade da imprensa - Paparazzi

O texto da postagem está destacado abaixo porque este blog foi criado em 2.012, quando Gunnar Santos tinha apenas 16 anos. Ele publicava aqui conteúdo de Política devido a sua vontade em seguir o Jornalismo Político.

Os textos que contêm tal destaque, como este, são apenas os de caráter crítico e político escritos naquele momento e, portanto, não representam qualquer posicionamento, opinião ou pensamento tanto da GNR como do próprio Gunnar. A decisão de mantê-los aqui se deu pelo fato de que faz parte da história do conteúdo produzido por ele. No entanto, para evitar interpretações equivocadas, se fez necessária a adição desta nota.

Em contrapartida, as antigas publicações literárias não fazem parte dessa classe e não carregam esse aviso.

- Grupo GNR.

Sim, eu sou contra os paparazzi, que só existiram devido a popularização da internet e facilidade em acessá-la.

Olha que reportagem interessante e que contribuição rele-
vante para a sociedade que esse paparazzi fez!
Clique na imagem para acessar a "reportagem".
Eu já fiz uma postagem, só não me lembro qual, em que citei a idiotice da imprensa atual. Claro que me referia aos paparazzi, mas dedico essa postagem exclusivamente a essa classe do Jornalismo, se é que devem ser chamados assim.

Se você é um paparazzi, por favor, rogo que não leia a postagem. Se mesmo assim você ler, rogo que me xingue muito nos comentários, já que são vocês mesmos que criam polêmicas e impulsionam o sucesso de blogueiros e pessoas que agora estão na mídia. Só para citar: Felipe Neto. O cara não fez nenhum esforço para divulgar seu vídeo do Crepúsculo e vocês, paparazzi, em busca de algo para mandar pra Ego, fizeram uma divulgação imensa do garoto. Queria que fizessem o mesmo comigo.

Se você não é um paparazzi, que bom. Comece a ler esse post do mesmo jeito.

Eu acho completamente inútil o emprego de jornalista de fofoca, ou seja, os que são conhecidos popularmente como Paparazzi. Isso porque o conteúdo que eles oferecem para a sociedade é algo completamente sem utilidade que ocupa o lugar de verdadeiros fatores de entretenimento. O motivo de minha revolta é o seguinte: após ler alguns capítulos de A Guerra dos Tronos em uma certa noite, resolvi me deitar e acabei perdendo o sono. "Opa, vou acessar o aplicativo do UOL Notícias no meu celular pra ver o que está acontecendo no mundo e tal."

Dei uma olhada nas manchetes, olhei algumas reportagens completas e decidi ir na aba de "Entretenimento". Eu juro pela minha vida que o que eu esperava encontrar nesse setor era notícias sobre teatro, divulgação de peças teatrais, novos filmes para 2.014... Qualquer coisa que fosse relacionado ao entretenimento de fato. Mas o que vi foi um bando de notícias completamente inúteis a respeito de famosos! O que famosos têm a ver com entretenimento?

Retifico: eles têm muito a ver com o entretenimento. Porém se forem colocar notícias desses popstars em alguma coluna com esse tema, que coloque algo interessante, algo que aconteceu fora do cotidiano e que valha a pena a leitura. O que eu encontrei foi isso:



O que diabos as pessoas têm a ver com o advogado que vai cortar a barba?! Eu queria, sinceramente, encontrar com o cara que elaborou essa postagem e perguntá-lo qual atrativo que ele viu nessa situação para se interessar a ponto e fazer uma matéria. Se você é o jornalista que escreveu, por favor comente essa postagem. Terei o maior prazer em responder, sério mesmo.

Eu fiquei olhando para aquilo e várias perguntas foram se formulando em minha mente. Até agora não encontrei resposta para "O que o cara que vai cortar a barba tem de interessante para estar na seção de Entretenimento?"

Mas ok, é só ignorar e continuar vendo as manchetes. Logo mais abaixo dessa tela, vejo isso:



















Sério que Carolina Dieckmann faz unha e cabelo antes de gravar? Porque não mencionaram que ela caga e peida antes de tomar banho?

Acho que estou desvalorizando meu blog ao usar essas palavras de baixo calão, mas a situação pede. Eu não gosto de paparazzi justamente por essa contribuição pífia à sociedade. Porém eu jamais critico os empresários da Ego e da Capricho, por exemplo. Foram espertos tiveram a visão que esse tipo de mídia agrada ao público e, por isso, merecem meus cumprimentos.

A desconsideração de minha parte está mais para a sociedade, que alimenta essa procura por popstars fora do cinema, da TV, que seja. O problema está em vocês, pessoas, que não aguentam passar trinta minutos lendo a Folha de S. Paulo, mas que ficam duas horas procurando notícias do Justin Bieber. Se gosta dele, vá ao show e pronto! Mas vocês têm que saber de tudo sobre o astro, não é? Se ele levar o cachorro para passear, vocês querem saber mesmo que estejam a um continente de distância.

É essa procura de vocês que faz com que Ego e Capricho se mantenham. Os donos dessas empresas são os mais respeitados por mim, pois enquanto estudantes querem fazer direito e aplicar na bolsa, esses empresários tiveram a capacidade de olhar para o que as pessoas querem e dar isso a elas! Sinceramente, esses são os caras. Pouco estão se importando com o que aconteceu com Justin Bieber na Argentina, só querem lucrar com isso e vão conseguir devido a imaturidade do povo brasileiro.

Eu gosto muito da atriz Michelle Rodriguez. Porém só vi DOIS filmes que ela fez: Avatar e o último Resident Evil. Ainda não vi os novos Velozes e Furiosos. Enfim, acho ela linda e uma atriz excelente, mas isso não significa que eu tenha que sair correndo atrás da Ego e da mídia inútil desse ramo da internet pra saber o que ela fez hoje!

As pessoas gostam, os paparazzi vão atrás se sacrificarem pela Ego. Não são dignos de serem chamados de Jornalistas. Olhem para William Bonner e o comparem a um paparazzi. Ambos são jornalistas segundo o registro profissional. Mas William Bonner... É William Bonner. É um jornalista.

Enfim. Paparazzi não é jornalista, o povo é culpado de tudo e a Ego e a Capricho são as inteligentes disso tudo. E os novos talentos da literatura brasileira sofrem.

Nenhum comentário :

Postar um comentário