Pesquisar

É sempre interessante pesquisar algo antes de postar

O texto da postagem está destacado abaixo porque este blog foi criado em 2.012, quando Gunnar Santos tinha apenas 16 anos. Ele publicava aqui conteúdo de Política devido a sua vontade em seguir o Jornalismo Político.

Os textos que contêm tal destaque, como este, são apenas os de caráter crítico e político escritos naquele momento e, portanto, não representam qualquer posicionamento, opinião ou pensamento tanto da GNR como do próprio Gunnar. A decisão de mantê-los aqui se deu pelo fato de que faz parte da história do conteúdo produzido por ele. No entanto, para evitar interpretações equivocadas, se fez necessária a adição desta nota.

Em contrapartida, as antigas publicações literárias não fazem parte dessa classe e não carregam esse aviso.

- Grupo GNR.


Hey, Guys!

Caramba, que saudade de postar aqui. Saudade mesmo. Oi, gente! :D

Algumas coisas mudaram. Sempre vejo blogs por aí fazendo postagem pedindo desculpas pela ausência, que começou a faculdade de talz, e eu sempre quis fazer postagens nesse estilo. E agora vou me desculpar, finalmente, rs. Comecei a faculdade, Jornalismo, na Uninove (em breve outra postagem sobre isso também - não dizendo como foi o primeiro dia, mas o conceito de o que é uma universidade ruim) e está um pouco corrido, mas nada que seja tão grave mesmo. O negócio é falta de assunto mesmo, mas minha coluna lá no Sangue com Amor continua funcionando. Me encontrem lá também. www.sanguecomamor.com.br.

Mas hoje trago um tópico repetitivo. Algo que eu já postei nesse mesmo blog, que eu falo sempre para meus amigos, postagens do Facebook etc: a ideia de "Globo manipuladora". Em primeiro lugar, vou defender a Globo. Falo isso abertamente porque eu sei que você não gosta da Globo, mesmo sem argumentos suficientes, porque você lê a postagem inteira, me xinga, e a audiência do blog vai subindo. Obrigado.

A Globo, galera, é o topo do Jornalismo falando de uma forma geral. Para quem faz Jornalismo científico é óbvio que não, mas quem segue na área de mídia audiovisual, ela é o topo da pirâmide. Ligue para um âncora ou repórter de rua da Bandeirandes, Record, ou SBT se passando pelo editor-chefe do Jornal Nacional (William Bonner) dizendo que tem apreciado o trabalho do cara, visto que é um jornalista com muita capacidade e que quer que ele venha apresentar o JN contigo. Ele vai falar que sim. A única que não falaria isso é a Rachel Sheherazade. Ela é uma exceção por ser uma emissora de opiniões, e isso é bem difícil na Globo.

Então, amigo, estou estudando Jornalismo para ser um profissional reconhecido e principalmente em troca de dinheiro. Vivemos em um país capitalista e todos os lugares vão me pagar para fazer a mesma coisa, o que pagar mais, eu aceito. E a Globo é a que paga mais. Vai falar isso pra uma pessoa que ela vai dizer "af, aquela manipuladora de informações. Odeio a Globo. Só manipula as coisas". Aí você vai ver o perfil do indivíduo e ele é daqueles que postam #Partiu #Shopping #ComABest no Facebook. Para pessoas desse tipo, eu fiz uma postagem que você pode conferir clicando aqui.

Se você está lendo esse texto aqui com a intenção de formar uma capacidade argumentativa, de saber a visão de um blogueiro, de comentar alguma coisa, de fazer uma crítica, um debate ou qualquer coisa, por favor leia a postagem que eu indiquei no parágrafo acima. Até faço questão de colocar o link aqui de novo: clique aqui para ver a postagem. Se só está lendo porque não tem o que fazer, o Alt+F4 é serventia da casa.

Já leu? Tudo bem, eu espero.

Pronto? Ok, vamos lá. Entenderam o conceito de manipulação, né? Resumidamente, o que eu digo é que a Globo é objetiva, você não corre atrás dos detalhes e sai xingando a emissora. A Globo é uma "noticiadora", ou seja, ela transmite as informações. Quem elabora as opiniões é você mesmo, então não tem como ela manipular nada. É como um guia: você deve assistir a Globo, saber o que está acontecendo na Política, por exemplo, e depois ir pesquisar a respeito como um bom cidadão para desenvolver sua opinião. Se você não faz isso, não existe opinião, não existe manipulação e você não tem nem moral pra falar nada.

Conhecem o Felipe Neto? Eu o admiro muito. O cara começou fazendo vídeos para o YouTube igual um pateta e hoje é empresário. CEO da Parafernalha e ParaMaker. Ele tem uma visão de futuro muito ampla. Manja de política, ataca a Globo, os cidadãos alienados e, principalmente, tem argumentos consistentes, o que falta nas pessoas. Eu li o livro dele em menos de dois dias e fiquei ainda mais maravilhado com seus feitos e seus projetos. Realmente ele é diferenciado. Um milhão de pessoas falam mal do PT, mas quando ele fala, cita os projetos, os números e as atuações do governo Lula/Dilma. Isso aí ninguém faz. Fora que escreve muito bem, perfeccionista, e gente assim tem um respeito quase que 50% comigo.

Porém ele compartilhou um vídeo no Facebook em que a presidente Dilma Rousseff fez um discurso no dia 16/04/2.014 durante a cerimônia de lançamento da retomada da produção nacional de insulina humana no Brasil. Há uma manipulação gigantesca nesse vídeo, e o Felipe caiu porque não fez aquilo que todo cidadão deve fazer: procurar outras fontes. Ele ficou preso apenas àquele vídeo, não foi atrás da verdadeira informação e convenceu a si mesmo de que aquilo era verdade. Isso não é do feitio dele, com certeza não. Foi apenas um erro que ele cometeu, e eu aproveito não para xingá-lo de alienado, mas para usá-lo como exemplo daquilo que acontece com a maioria das pessoas.

O vídeo que o Felipe compartilhou é este:



Publicação by Ricardo Schindler Freitas.

Ele fez o seguinte adendo: "Essa é pra todo mundo que bate no peito e diz 'VOU VOTAR NA DILMA'..."

Porém, esse vídeo foi manipulado. A Dilma não disse isso na ordem em que aparece. Ela falou coisas antes e depois dessa "declaração". O vídeo original que mostra todo esse discurso da Dilma está abaixo, de apenas 6 minutos. Assista e compare os contextos:



Fonte: Palácio (http://www2.planalto.gov.br/centrais-de-conteudos/videos/discurso-da-presidenta-dilma-rousseff-durante-cerimonia-de-lancamento-da-retomada-da-producao-nacional-de-insulina-humana-no-brasil-belo-horizonte-mg)

Entenderam? Vou escrever exatamente o que a Dilma falou nesses 6 minutos. Em vermelho, apenas o que foi mostrado no vídeo, de apenas 47 segundos com uma repetição:

A história é algo interessante. Nós vivemos hoje aqui um momento de ressurgimento. Que muito tem a ver, também, com a situação do Brasil. Eu acredito que nos últimos dez anos nós tivemos uma modificação na forma pela qual nós todos nos vemos, na forma pela qual nós todos olhamos para o Brasil. Eu lembro perfeitamente quando esse processo, que era o da Biobrás, foi interrompido. E aquilo fazia parte não só, como eu disse, dos reveses da política econômica do nosso país, mas era também uma forma de olhar o Brasil. [...] Pra nós isso é muito importante, porque o Brasil tem uma posição regional muito relevante aqui na América Latina. O Brasil possui uma relação de cooperação na África que é uma relação muito mais amigável, uma relação de benefícios mútuos, que transforma nossa capacidade de exportação também num grande ativo pelas qualidades muito mais amigáveis do empresário brasileiro, que, aliás, tem tido um desempenho no mundo que permite que ele ali se instale. Por isso eu vejo um ambiente muito favorável para o estabelecimento da Biom. Eu acredito que a Biom surge no Brasil num momento em que o meio ambiente está dado, e também num momento em que todos nós olhamos o Brasil e sabemos que não é inadmissível, que não é uma pretensão exagerada, que não é uma mania de alguns ter uma empresa produtora de insulina no Brasil. Inovar é, sobretudo, fazer essa parceria. Parceria entre os prefeitos, o Governo Federal e o Governo do Estado. É, sobretudo, fazer uma relação muito estreita entre o centro de pesquisa, os laboratórios, sobretudo, e as empresas. É criar um ambiente em que todos nós valorizemos social e culturalmente, e, sobretudo, economicamente a inovação. E todos nós tenhamos uma ação comum, no sentido de levar a cabo esses desafios que estão no nosso caminho e nem por isso acharmos com pessimismo que a hora do Brasil passou. Pelo contrário, a hora do Brasil é agora. Nós temos de ter certeza que passamos e estamos passando um momento muito difícil no cenário internacional. O Brasil  passando esse momento mantendo a sua robustez, mantendo a capacidade de fazer política industrial. A grande diferença nossa não é só que nós não desempregamos, nós não reduzimos direitos pra enfrentar a crise, mas, sobretudo, nós mantivemos a capacidade, quando todo mundo eleva imposto, de reduzi-los. Nós mantivemos a capacidade de buscar um maior equilíbrio entre as variáveis macroeconômicas, que é mudar o patamar de juros no Brasil. Nós jamais voltaremos a ter aqueles juros em que qualquer necessidade de mexida elevava os juros para 15% porque estava em 12% a taxa de juros/real. Hoje nós temos uma taxa de juros/real bem baixa. Qualquer necessidade pra combate à inflação será possível fazer num patamar bem menor. E eu quero adentrar pela questão da inflação e dizer a vocês que a inflação foi uma conquista desses dez últimos anos do governo do presidente Lula e do meu governo. Que nós não negociaremos com a inflação. Nós não teremos o menor problema em atacá-la sistematicamente. Nós queremos que esse país se mantenha estável porque a inflação corrói o tecido social, corrói para o trabalhador a renda, corrói para o empresário seu lucro legítimo. Isso nós não podemos mais deixar voltar ao Brasil. Acredito que tem uma parte dessa história que vocês escutam que é um pessimismo, ontem falei isso, até... Um pessimismo especializado, um pessimismo de plantão, um pessimismo que nunca olha o que nós já conquistamos e a situação em que estamos. Sempre olha achando que a catástrofe é amanhã, achando que esse processo é um processo que tem sinalizações indevidas. Eu queria dizer pra vocês que não há a menor hipótese de o Brasil esse ano não crescer. Eu estou otimista com o Brasil. Eu tenho certeza que nós vamos colher aquilo que nós plantamos e nós plantamos muitas sementes, e hoje, aqui, nós acabamos de plantar mais uma. Muito obrigado.

Em vermelho está só o que foi mostrado no vídeo, que não só o Felipe, mas milhares de brasileiros compartilharam (19.427 até o momento da publicação dessa postagem). Foram ditas 659 palavras e o vídeo disse que foram somente 32. O povão mesmo manipula a informação e o próprio povão cai nessa armadilha. Eles fazem esse tipo de montagem para, em primeiro lugar, manipular a informação e, em segundo, derrubar o governo, fazendo papel de oposição, não de cidadão. Cidadão não tem visão de galinha, e sim de águia. Está mais do que claro que a Dilma não iria dizer isso, mas 17.221 pessoas não fizeram o papel de cidadão ao procurar fontes. Reclamam da Globo, mas esse vídeo surgiu no Facebook. Então por que não dizem que o Facebook é manipulador de informações? Se dissesse, ainda estaria errado, o manipulador é o povão. Você que não pode se deixar ser manipulado. Quando eu vi esse vídeo, eu pensei "é obvio que ela não falou isso nesse contexto" e fui atrás de FONTES. E tanto no Planalto como no YouTube há esse discurso na íntegra.

Não estou apoiando a Dilma e, muito menos, dizendo que o Felipe Neto é alienado! Por favor! Sou fã número um do Felipe não só porque ele também fala que Crepúsculo é uma bosta. Gosto do cara pelo ideal que ele representa, pela luta contra o monopólio da Globo (nisso também sou a favor, mas não quer dizer que não trabalharia lá. Apenas que acho errado a Globo querer ser exclusiva), pelo que ele fez com o entretenimento brasileiro. Felipe mudou o YouTube do Brasil. Antes ele era acessado apenas para ver vídeo de pessoas fazendo besteiras e quebrando a cara, hoje é uma fonte de entretenimento.

Mas nessa situação específica ele não foi feliz por não ter buscado fontes concretas. Isso ele fez somente nessa situação, mas o povão faz isso sempre e em todas as situações. Moral da história: saem pensando tudo errado e colocam a culpa na Globo. Se não sabem falar, não falem, caramba! Porque vocês acham que eu não falo mal de partido nenhum? Porque não tive a vergonha na cara de pesquisar o ideal de cada um, a história deles e como atuam suas gestões. Nunca disse que a Dilma é uma bosta. Se ela é, ainda não provei pra mim mesmo que é porque não fui pesquisar. Se não pesquisei, não abro a minha boca, cacete! A Globo é objetiva, anuncia a coisa e pronto. Se você não vai atrás de fontes diferentes, linhas editoriais distintas, não tem direito de abrir a boca também. Seja cidadão, meu caro!

Eu denunciei esse vídeo por fraude! Porque é uma fraude e eu posso provar isso! Por isso eu ajo. Por pura consciência. Deveriam fazer o mesmo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário