Pesquisar

YouTube é pra vagabundo!

O texto da postagem está destacado abaixo porque este blog foi criado em 2.012, quando Gunnar Santos tinha apenas 16 anos. Ele publicava aqui conteúdo de Política devido a sua vontade em seguir o Jornalismo Político.

Os textos que contêm tal destaque, como este, são apenas os de caráter crítico e político escritos naquele momento e, portanto, não representam qualquer posicionamento, opinião ou pensamento tanto da GNR como do próprio Gunnar. A decisão de mantê-los aqui se deu pelo fato de que faz parte da história do conteúdo produzido por ele. No entanto, para evitar interpretações equivocadas, se fez necessária a adição desta nota.

Em contrapartida, as antigas publicações literárias não fazem parte dessa classe e não carregam esse aviso.

- Grupo GNR.

EU NÃO SEI O QUE DIABOS ESSA MERDA DESSA CARALHA DESSA MENINA FAZ NA SHIT DO YOUTUBE A FUCK DO DIA INTEIRO!

Passando em Medicina, mãe. - Cláudia Rose.

Ok, não foi bem assim e muito provavelmente a mãe da garota sabia que ela estudava, mas com certeza muitas pessoas pensam desse jeito sobre o YouTube.

Quanto custa um curso pré-vestibular tradicional? Pensei em ligar pra assessoria de imprensa do Cursinho da Poli, instituição mais conhecida da grande São Paulo, mas achei melhor não. Primeiro porque pretendo fazer isso para um plano de postagens em um futuro próximo; E segundo porque o caderno "Fovest", da Folha, já respondeu: R$30.000,00/ano.

30 FUCKING MIL REAIS! Com esse valor eu publico exatamente 2 livros pela editora Novo Século, com direito a lançamento, noite de autógrafos e assessoria de imprensa!

Sabe o que é pior? Seriam 30 mil reais para Medicina, por exemplo, que irão de garantir melhor pontuação nos vestibulares, mas se você não passar, vai ter que gastar novamente esse valor ano que vem. É algo absurdamente idiota. Nem adianta ter sistema de cotas, sendo que os filhinhos de papai passam só por esse sistema.

Mas por que estou falando sobre isso? Porque estamos no século XXI, não é? Sabe como é, né? Para o meu canal do YouTube, eu aprendi a editar vídeos semi-profissionalmente no Sony Vegas e só não no Premiere ou Final Cut (programas de edição top no mercado) porque meu computador não aguenta. Sabe onde eu fiz curso e quanto gastei nisso? No YouTube. E devo ter gasto uns dois reais, somados à conta de energia.

O YouTube se consolida cada vez mais como uma plataforma de entretenimento no Brasil, mas também há campo para ensinadores. Sabe a Cláudia, do início da postagem? Ela tem 19 anos e passou na Faculdade de Medicina do ABC. Ela gastou R$ 89 durante o ano. E quem propiciou essa mágica foi o site Descomplica, que tem planos de até R$ 120.

Sabe o que o pessoal do Descomplica disponibiliza? Mais de 15.000 videoaulas, uma redação corrigida por mês, quatro aulas por dia de segunda à sexta e até três monitorias semanais. E existem várias outras plataformas, gente, como o Me Salva!, Stoodi, O Kuadro etc, todos concorrentes entre si. Sempre com as mesmas propostas, apresentando diferenciais peculiares, claro. Cada um desses abre um leque de possibilidades para:

1- Aqueles que não têm condições de pagar 30 mil ao ano;
2- Aqueles que têm condições mas não são idiotas ao ponto de pagar esse valor porque sabem quão difícil foi chegar até a estabilidade financeira; e principalmente
3- Aqueles que moram longe das capitais e se mudar tornaria o custo de vida 150% mais caro, além do dinheiro do curso.

É por isso que eu amo o YouTube. Amo mesmo, o título dessa postagem foi apelativo e eu fiz propositalmente. Foi-se a época em que vídeos de gordos caindo predominavam. O professor Paulo Jubilut criou o canal Biologia Total. Lá, ele posta vídeos dá matéria de uma forma descolada. Cá entre nós de humanas, estudar Biologia é um saco, né? Sim, é importante para a humanidade e nunca deve ser extinta, mas é um pé no saco.

Mas estudar com o Jubilut é ótimo. Ele publica os vídeos explicando tudo bem descontraidamente pra você entender, igual esta postagem aqui. Está legal, não está? Vocês não enjoaram. 
E o YouTube foi só um começo para o professor. Ele abriu o site biologiatotal.com.br e criou um curso online, com sua própria metodologia.

Então, pessoal, YouTube não é coisa pra vagabundo. Tanto que o Google vai lançar um aplicativo chamado EDUapp, que vai reunir os principais vídeos de ensino. E passar horas na internet não é mais inutilidade como era há uns cinco anos. A internet está aí e com muito conteúdo bom e útil para nos fornecer. Cabe a cada um escolher.

A Cláudia escolheu bem e passou em Medicina... Essa já pode dizer que zerou a internet.

Nenhum comentário :

Postar um comentário