Breaking

27/07/2017

Análise: Vertigo Racing (Mobile) é um jogo para você se divertir enquanto está aguardando alguém

Filas de banco e momentos onde se espera a chegada de alguém são situações ideais para se divertir com Vertigo Racing em seu smartphone.



Iaê, amada garotada!

Pela primeira vez aqui no blog eu trago um jogo mobile! Eu nunca fui fã de jogos no celular, e dizia que tinha o videogame para jogar e o celular para ligar. É um pensamento um tanto idiota, eu sei, mas naquela época eu me achava gamer só porque jogava Minecraft... Enfim, quero lhes apresentar Vertigo Racing.

Este jogo cumpriu exatamente a minha expectativa. Eu o encontrei navegando pela Play Store em busca de um jogo offline, simples de jogar e de entender, que tivesse um visual agradável e que fosse possível disputar indiretamente com os amigos. É exatamente o que Vertigo nos oferece, e através dessa postagem eu convoco meu mozão e todos os meus primos a saírem do Piano Tiles 2 e começarem as disputas na pista!

O que é esse jogo?


É um jogo de corrida que não tem adversários e nem linha de chegada. Estranho, não é? Vai ficar mais ainda quando eu disser que nós não controlamos o carro. Pois é, mas esse é o diferencial de Vertigo. Ele consiste no seguinte:

Você precisa chegar o mais longe possível correndo em pistas que ficam acima das nuvens. O carro fará as curvas sozinho, porém você precisa frear e acelerar na hora certa para ele não cair no abismo. Parece fácil? Bom, nem tanto. A dificuldade está no fato de que só há combustível para alguns metros, e é necessário passar por alguns "postos" que o carro ganha mais alguns mL para chegar ao próximo posto.

Isso significa que você precisa frear para fazer as curvas, claro, mas não pode diminuir tanto se não a gasolina acaba antes de chegar no posto (afinal de contas, o motor continua ligado e consumindo mesmo que o carro esteja parado).

Posto de gasolina. Basta passar debaixo para reabastecer. À esquerda ficam o velocímetro e a saúde do carro, além do freio abaixo. À direita ficam o indicador de distância, o recorde e o objetivo, além do acelerador. Na parte superior central, o indicador de combustível.

Não para por aí. Chega um momento que não adianta o quão veloz você seja, seu carro ficará sem gasolina. Então você precisa ir até a loja no menu principal e equipar seu carro aumentando a velocidade ou a capacidade do tanque de combustível. Ainda há aceleração e saúde como itens a serem aprimorados, cabe a você escolher o que merece atenção primeiro.

O carro é melhorado com moedas do próprio jogo, que você ganha conforme vence objetivos de distância e desafios.

Pegando o jeito?


Em relação à maioria dos jogos, não importa como sejam, chega uma hora que o jogador pega o jeito da coisa e tudo se torna bem mais fácil. Geralmente é nessa parte que a pessoa enjoa e desinstala. Mas Vertigo encontrou um jeito de evitar esse efeito ou pelo menos diminuir bastante. Se liga só:


Está vendo essa lista de 1 a 10 acima? São os níveis. E cada trofeuzinho é uma etapa. Quando eu tirei esse print, já tinha completado a primeira etapa: alcançar 2km de distância. A segunda é alcançar uma distância maior, e assim por diante. Mas preste bem atenção: cada etapa é destinado a um carro diferente.

Isso significa que não existe a comodidade de escolher apenas um carro, equipá-lo até o limite e ir até o final do jogo apenas com ele. O carro utilizado na 1ª etapa do Nível 1 só pode correr em primeiras etapas de cada nível. Se você pegar o carro que o jogo destina à 6ª etapa e colocá-lo para correr a 1ª, não vai adiantar. Você até pode fazer isso para ganhar moedas e quebrar recordes, mas as etapas não serão dadas como concluídas.

Veja a sequência de prints que explica bem isso (clique na imagem para ampliar):

1- Este carro é de terceiras etapas;



2- A terceira etapa do Nível 1 já concluí;



3- Mas a terceira etapa do Nível 2 não.


E a diferença entre os carros não é somente visual, mas sim de desempenho mesmo. Alguns carros fazem curvas mais precisas do que outros, uns correm mais e são mais leves... enfim, não existe essa de "pegar o jeito".

Se existem 10 etapas, conclui-se que existem, portanto, 10 carros diferentes para você arrumar, mudar a cor e personalizar do jeito que quiser.

São 10 etapas em cada fase, e a quantidade de fases também é de 10. Portanto são 100 etapas ao todo. Após vencer a centésima, o jogador se torna campeão e finaliza o game. Ou seja, não é um jogo infinito, mas também não é curto. Isso serve de estímulo para você não enjoar, afinal de contas o game só finaliza após a centésima corrida.

Vertigo não depende de conexão com a internet para ser jogado, somente para sincronizar os dados com a sua conta do Google. Infelizmente só dá pra sincronizar com o Google mesmo, o que significa que não é possível comparar seu desempenho com seu amigo do Facebook diretamente. A recomendação é cada um fazer o melhor que pode e quando vocês se encontrarem, compararem os recordes. Não tem como trapacear porque as conquistas ficam todas armazenadas.


E o último detalhe, mas não menos importante é a ambientação: é toda focada nos anos 80, tanto os carros como as músicas. Vocês podem perceber pelos prints, e correr com esses carrinhos é simplesmente incrível. Eu adoro carros modernos e tudo mais, mas um golzão quadrado é tudo de bom, é clássico. O layout seguiu essa tendência e apresenta botões e HUDs totalmente estilizadas com o tema de anos 80.

É um game muito divertido e que eu recomendo totalmente. Quando eu finalizar todas as fases, farei um vídeo detalhado sobre todas as informações técnicas e práticas do jogo.

Clique aqui para baixar pela Play Store e aqui para baixar pela Apple Store.

Nenhum comentário:

Postar um comentário