Breaking

02/12/2017

Fernando Alonso anuncia sua equipe de e-sports



No GP de Yas Marina, que encerrou a temporada 2017 da Fórmula 1, Fernando Alonso terminou em nono lugar com sua McLaren, mas ele também marcou presença em outra modalidade. Antes mesmo do Grande Prêmio iniciar, Alonso anunciou sua própria equipe de e-sports, que marcará presença não só em competições oficiais do simulador de F1, mas também outros jogos.

A criação da equipe foi cogitada por um dos patrocinadores da McLaren. A Logitech, juntamente com a equipe de e-sports G2, abordaram o espanhol com a proposta da ideia. O piloto aprovou o projeto e alegou que era um bom momento para investir ideias nesse ramo, pois o cenário de e-sports é rico em muitas modalidades, mas engatinha no automobilismo. Surge, portanto, a FA Racing G2 Logitech G. Eu sei, o nome é péssimo, mas não foge muito do padrão dos nomes de times de jogos eletrônicos.

"Eu acho que o eSports em outros formatos já é muito bem sucedido, mas em corridas, está começando, e há um enorme potencial." - Disse Alonso. - "Estou feliz por ser um dos primeiros a investir nessa direção e acho que tempos bons e divertidos estão chegando".

O campeão espanhol disse que de início não pretende pilotar, pois ainda é amador e definitivamente mais lento do que os outros. Mas fará alguns programas de incentivo para que fãs possam correr com integrantes da equipe e, eventualmente, com o próprio Fernando Alonso. A entidade da F1 vê esse movimento com bons olhos, pois a influência do espanhol aproximará os mais jovens das corridas reais. "A marca de Fernando tem sido um pilar do sucesso da F1 no mundo inteiro, e assim como outras marcas que vão para outras áreas, ele dará credibilidade" - disse Sean Bratches, chefe comercial da Fórmula 1.



Não há nenhum detalhamento sobre como será o planejamento da FA Racing para o ano que vem, e nem como funcionarão as equipes adversárias, mas vale lembrar que neste mesmo fim de semana foi conhecido o campeão mundial de e-sports da F1. O britânico Brendon Leigh venceu duas das três provas da final e levou o título, com direito a ultrapassagem polêmica na última volta. Ele forçou o erro do líder da prova, que acabou cortando a curva em um movimento proibindo. Assim ele foi obrigado a ceder a posição para o rival.

Nenhum comentário:

Postar um comentário